• BBX

GESTÃO DE PESSOAS NO PÓS-PANDEMIA

por Marcello Miranda e Charles Rosenburst


A Gestão de Pessoas nunca teve um papel tão importante como nesse momento em que estamos, essa situação de distanciamento permitiu que as empresas colocassem em prática o tão sonhado plano de transformação digital. Isso impactou diretamente as pessoas, os gestores e, principalmente, os profissionais que lidam diretamente com todas essas pessoas.


Funcionários precisaram se adaptar a uma nova rotina em casa e gestores tiveram que aprender como liderar as pessoas digitalmente. Já os profissionais de RH se viram diante de uma situação nova, em que muitas vezes tinham que orientar as pessoas, desligar funcionários e reportar decisões para os comitês de crise criados para lidar com essa nova situação corporativa.


Mesmo com a flexibilização e o começo do retorno de certos profissionais aos seus postos de trabalho originais, muitas empresas ainda mantêm o sistema de trabalho remoto e isso parece ser uma tendência que veio para ficar, no pós-pandemia.



RH EM MOMENTOS DE CRISE


Esse momento de crise nos permitiu fazer várias análises sobre as mudanças e impactos sofridos na vida das pessoas, das empresas e dos governos. Muito setores foram diretamente afetados, enquanto alguns outros encontraram uma oportunidade em meio ao caos, inclusive se tornando extremamente relevantes nesse momento.


Exatamente por conta dessas mudanças, muitos profissionais viram a necessidade de se adaptar e se reinventar para continuar relevante ou para encontrar um novo lugar para si no mercado de trabalho. Essa adaptação é quase impositiva nesse momento, inclusive para o RH. A Gestão de Pessoas tem 3 desafios bem claros:


1. Talentos: é importante oferecer certa segurança e apoio psicológico para os colaboradores, inclusive desenvolvendo neles um senso de pertencimento, um objetivo de crescimento e um alinhamento entre desejos pessoais e profissionais.


2. Líderes: para esse grupo, o RH tem um papel de suporte na tomada de decisões, muitos líderes devem decidir como administrar seus times, seja lidando com alguma perda ou com a possibilidade de novas contratações, dependendo do setor em que atua a empresa.


3. Empresa: até mesmo as organizações precisarão da perspicácia da Gestão de Pessoas, para garantir que os valores adotados antes da pandemia, seguem sendo coerentes com as novas decisões da empresa. A construção da nova cultura corporativa deve bater com as decisões dos gestores e com os valores da empresa: propósito na prática, novamente!



OPINIÃO DO ESPECIALISTA


Aproveitamos essa semana da Gestão de Pessoas BBX para conversar com o especialista em RH, Charles Rosenburst, que nos trouxe algumas de suas percepções sobre esse momento do RH. Ele nos trouxe uma análise interessante, como especialista em pessoas, sobre o que faz falta nesse momentos de isolamento profissional, especialmente para as pessoas que ainda estão trabalhando em casa e como o RH pode responder a essas necessidades.


Na minha opinião, quando se trata dessa nova experiência que temos vivido, uma coisa que faz muita falta é a conversa informal, aquele cafezinho que o pessoal tomava a tarde, o almoço com alguém de outra área e até mesmo os papos que rolavam nos corredores. Porque é na conversa informal que se toma conhecimento de iniciativas, sucessos, fracassos, problemas e soluções que acontecem no dia a dia. Sabe-se também das novas contratações, dos pedidos de demissão e das negociações com parceiros, clientes e fornecedores.


Então, este é um bom momento para que os gestores coloquem atenção nas mais diversas formas de comunicação que podem adotar.   Minha sugestão é, minimamente, fazer uma comunicação corporativa, mesmo que seja uma mensagem expressa, sinalizando quais tópicos e movimentos mais relevantes estão ocorrendo na empresa, informando essas questões aos gestores e suas equipes, com o máximo de transparência possível.  


De verdade, o momento ainda é de muita ansiedade pelo isolamento, parcial ou total, tanto profissionalmente, quanto na vida pessoal. Então, é crucial estimular a área de comunicação, criando soluções eficientes para que todos os colaboradores possam se conectar com os assuntos gerais da organização.

Por fim, é tempo de se planejar, decidir o que será feito em substituição aos eventos, celebrações, festas, confraternizações de fim de ano, uma vez que não há diferentes perspectiva para o final do ano. A empresa deve ter claro que esse foi um ano de grandes desafios, onde TODOS os colaboradores fizeram a diferença na continuidade dos negócios.  Fica a dica: Não dá para passar em branco!” (Charles Rosenburst)



3 DICAS PARA TORNAR O RH RELEVANTE


Como você pôde ver, o papel da Gestão de Pessoas é relevante, não só quando se trata de comunicação, mas também quando se pensa em toda a estratégia da empresa. Por isso, selecionamos 3 dicas para tornar o RH mais relevante nesse momento e confirmar a posição estratégica desse departamento nas empresas:


1. Analise o que aconteceu: entenda e reflita sobre o que funcionou nesse período, mas principalmente, veja o que ficou faltando. Converse com diferentes áreas, gêneros, cargos e funções, quanto mais diverso for sua amostra, melhores serão suas análises.


2. Reafirme o propósito da sua empresa: os seus funcionários precisam se conectar fortemente com a empresa e a melhor forma de promover isso é criar uma conexão entre a empresa e os colaboradores. Então, comunique frequentemente como o trabalho dessa pessoas se relaciona com o propósito da empresa.


3. Gere engajamento: crie possibilidades para que os profissionais possam aplicar suas novas habilidades (muita gente se desenvolveu bastante durante o isolamento). Também é importante criar oportunidades para que os colaboradores possam se reinventar e se sentir parte dessa nova organização do trabalho.


Conheça a BBX e desenvolva a Gestão Estratégica de Pessoas na sua empresa




BBX

Somos a primeira Desenvolvedora de Negócios para Empresas em Crescimento do Brasil.

  • LinkedIn
  • YouTube

© 2020 BBX - Política de privacidade